segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Poema inicial do livro antecedente

_________________

FELINOS


Porque incriados,
sombra e felino
firmaram esse secreto
acordo de assassinos:
ele a figura, ela o ensina
a pisar as coisas sem feri-las.


Cláudio Neves (Brasil)

Nota: a pedido de Pilantra.

4 comentários:

Dalila disse...

Muito interessante esta poesia.

N.

pilantra disse...

Está a animar-se, o quintal dos gatos!

O nosso amigo Victor é que parece não estimar os felinos: sumiu com o aparecimentos deles!

Coragem, Amigo, que aqui os felinos «são de papel», como os tigres! rsrsrsrs

Victor Oliveira Mateus disse...

Pilantra, por acaso até gosto
de gatos, só que não me estou a ver cuidar de um... dois animais muito autónomos é capaz de não ser boa ideia, mas que ando a pensar no assunto, ando...

pilantra disse...

Esse o grande dilema!

Prefiro os cães mas o último, o Gengis Kan, precisei «eutanasiá-lo» e nunca mais repeti a experiência.
Pode ser que algum dia um cachorro vadio me finte! rsrsrs