segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Herberto Helder

___________________________
a acerba, funda língua portuguesa,
língua-mãe, puta de língua, que fazer dela?
escorchá-la viva, a cabra!
transá-la?
nenhum autor, nunca mais, nada,
se a mão térmica, se a técnica dessa mão,
que violência, que mansuetude!
que é que se apura da língua múltipla:
paixão verbal do mundo, ritmo, sentido?
que se foda a língua, esta ou outra,
porque o errado é sempre o certo disso


in A FACA NÃO CORTA O FOGO

1 comentário:

b disse...

O grande poeta!! Daqueles que fazem fazer sentido escrever versos.