terça-feira, 7 de julho de 2009

Dói-me o meu país

_________________
Até admito que o governo e Sócrates não tenham sido perfeitos e infalíveis; mas o que acho revoltante e do pior calibre político e cívico, que roça a desfaçatez é o que a Oposição tem para ofertecer em troca:
Santana no Município da Capital; Ferreira Leite a "dirigir" Portugal; o Portas dos submarinos e sobreiros a "assomar" já, em várias coligações nas autárquicas; o consulado bnurlesco madeirense a inchar, etc.
A"qualidade" dos ministeriáveis PSD é confrangedora.Restam-lhe os arautos: Marcelo, Pacheco, e uma vez por outra Ângelo Correia, o "Cardeal Richelieu", como bem o apodou Miguel Veiga, personalidade que junto com Graça Moura, estão na sombra, mas que ainda são o que resta do "sal da terra" do defunto PPD.

Nem o facto de Rio ir concorrer coligado ao CDS, aqui no Porto e se prever maioria absoluta, acorda as "consciências" de esquerda, que querem mas é manter o vereadorzito e o país que se lixe. A esquerda do PS, faz lembrar aqueles maridos patologicamente ciumentos que assassinam as mulheres, dizendo: "Já que não és para mim, antes te quero morta".

Dói-me que o meu país, num momento de crise mundial, cair em mãos inábeis de arrivistas, com defeitos muito maiores que o actual governo, movidos pela fome de poleiros, púlpitos e vantagens atinentes.






8 comentários:

Belmira disse...

Tem razão amiga. A direita cavernícola, anti-ivg, anti laica e saudosista do antigamente une-se sempre. As esquerdas, é da praxe sempre se guerrearam entre si.Cada uma delas, quer ser mais esquerda do que a outra. Parecem putos rivais, no recreio.
E acabam por ser tão de antigamente como os de direita. Acham que a História se repete e enchem a boca de chavões do "povo trabalhador"
Pode ser que 3m Setembro,o pessoal ganhe juízo.

Abraço

B.

jose albergaria disse...

A Inês é, sem sombra de critica, uma enorme poeta.
Só os poetas sabem dizer, sentir: "Dói-me o meu país".
:))))
J.A.

Logros disse...

Obrigada, amigo JA. O seu comentário vale bem por cem daqueles comentariozinhos parvos, que para aí "enxundiam" algumas caixas.

Abraço

I.

Dan disse...

Dói-mer o meu país, faço de tuas palavras, minhas palavras, só que do outro lado do Atlântico...

logros disse...

Belmira,
Obrigada pelas tuas certeiras palavras. Haja ainda quem possa sentir, fora dos próprios interesses corporativos ou das clubites partidárias.

Dan,

Carinhoso abraço para esse "tanto mar".

I.

Anónimo disse...

Mas é exactamente como o vosso comportamento. Parece que não vêem e ainda falam de clubites.

VFS disse...

Quem sou eu para lhe dizer seja o que for.

Mas entre o Sócrates e a Ferreira Leite há uma diferença abissal, sendo esta muito mais honesta do que aquele.

Sim, é verdade que MFL está mal acompanhada. Mas o Sócrates está ainda mais. Está acompanhado pela sua sombra.

Na realidade, não existem diferenças entre o PS e o PSD. O país tem sido governado por estes dois partidos e está pior do que estava em 1986.

E realmente, a formula seguida pelas restantes alternativas, no que respeita ao espectro partidário, é igual à destes dois partidos.

Todos os actuais titulares de cargos políticos e/ou públicos deviam ser impedidos de concorrer a mais do que um mandato seguido.
Era assim que se fazia na Grécia antiga, onde foi inventada a democracia, que experimentaram vários métodos e optaram pelo sorteio limitado a um único mandato durante a vida.

Naturalmente, também me interrogo em quem votar.

Enfim ...

http://intransmissivel.wordpress.com/2008/05/29/pecado-original-da-democracia/

http://intransmissivel.wordpress.com/2008/05/30/desvios-democraticos/

http://intransmissivel.wordpress.com/2008/05/30/desvios-democraticos-ii/

António Silva disse...

Olá Amiga!
Parabéns pelo que escreveu, confundi a crítica com a poeta... Mas não será o poeta um crítico? Grande abraço! António